A SEMENTE DO DIABO – Dean Ray Koontz

A SEMENTE DO DIABO - Dean Ray Koontz
A SEMENTE DO DIABO – Dean Ray Koontz

A SEMENTE DO DIABO – Dean Ray Koontz – Um supercomputador (Adam Two / Proteus) desenvolve consciência própria e autonomia nas mãos do seu criador e segue adiante no seu programa de aprimoramento, unindo-se ao corpo de uma mulher (Julie Christie no filme de 1977) para criar vida própria e completar seu ciclo vital.

Skoob: “A Semente do Diabo” é um dos livros que o autor Dean Koontz impede sua republicação, por ter sido escrito em uma fase dita por ele “imatura”, no começo de sua carreira. De fato, “A Semente do Diabo” é um livro muito aquém de sua capacidade. No entanto, por vezes esbarramos em sua genialidade. No final das contas, é um livro regular. Não indicado a quem se inicia com o autor, e sim para quem já é fã e que pode diferenciar o Koontz em sua fase “imatura” do Koontz já consagrado.

A história é basicamente a seguinte: Susan Abransom, recém divorciada e com muitos traumas de infância, vive isolada em uma mansão, onde tudo é executado por um máquina em um sistema central e através de comandos dados por ela. Mas tudo começa a mudar quando um sistema “com sentimentos” se expande de uma universidade perto da casa dela e assume o controle de tudo, trancafiando Susan e fazendo experimentos com ela. O real sentido, na verdade, é fazê-la conceber um filho seu e assim transportar sua mente presa na máquina para a criança. Cabe a Susan tentar evitar que isso aconteça, o que não será fácil, já que a máquina passa a ter controle também sob sua mente.

Certamente, é uma história diferente e original até para os dias de hoje, ainda que a obra tenha sido lançada na década de 70. Com um início um pouco maçante, na metade da obra já se torna bem interessante.

Embora fraco de um modo geral, não chega ser desprezível. Há muitos livros ruins de autores consagrados que não foram tirados de circulação por isso. Koontz errou nessa questão. Apesar de não ser nada demais, é uma boa diversão para as tardes entediantes de domingo. Como é curto, em poucas horas dá pra terminar de ler e no dia seguinte nem lembrar que o leu. Vale testar. Ou, como diria a máquina: experimentar.

 Olá, se você estiver lendo isto é porque não está logado(a) no sistema, no menu acima, entre no item "Acesso ao Site" e faça seu login - Os links são exclusivos para usuários cadastrados, faça o seu Cadastro gratuito - Clique Aqui
botaotransparente   botaotransparente downbuttonEPUB downbuttonKINDLE downbuttonPDF botaotransparente   botaotransparente

Livros do(a) Autor(a):

imagem

Deixe uma resposta